sábado, 31 de outubro de 2009

Banda Servus - Por Mim 2009



01 Nem tudo se perdeu
02 Por mim
03 Vou vencer
04 Conhecer a Ti
05 Nasci pra Te adorar
06 Espirito de Deus
07 O Sol
08 Te adorarei
09 Me rendo
10 Não desista
11 Jesus meu Melhor Amigo

Casamento no Céu



Um casal que iria se casar morreu num acidente de carro um dia antes do casamento.Quando chegaram a Pedro, eles perguntaram:“Pedro, nós realmente gostariamos estar casados aqui no céu.”Pedro respondeu:“Por que vocês não esperam alguns anos para ter certeza de que realmente gostariam de estar juntos para sempre.”“Tudo bem” respondeu o casal. Então eles esperaram.
Cem anos depois, eles voltaram a perguntar a Pedro.E Pedro respondeu novamente para esperarem.Então outra vez esperaram.Mais cem anos passaram, e eles perguntaram novamente.Finalmente, Pedro disse: “Claro, por que não?”Então eles tiveram uma grande festa de casamento.Uns 8 anos depois, eles chegaram a Pedro e pediram para divorciarem-se.Pedro respondeu: Esperem um minuto, levei duzentos anos para trazer um pastor aqui no céu.Como vocês acham que eu vou conseguir trazer um advogado para cá???

Perseguindo a Felicidade


Felicidade não é a estação final da chegada do seu trem, e sim uma maneira de viajar. George JacksonQuando você corre atrás da felicidade essa experiência pode ser algo muito frustrante. Um sinal indicador de que você está perseguindo a felicidade, sem no entanto encontrá-la se traduz em frases como: “Ah! se eu tivesse um novo carro, então eu seria feliz” “Ah! se eu encontrasse uma esposa(o), aí, sim, eu seria feliz…” “Ah! se eu conseguisse um trabalho melhor, sem dúvida eu seria feliz”.É ótimo ter ambições cada vez maiores. No entanto, quando você torna a sua felicidade condicional, você nunca parece ter condições de preencher tais condições, porque novos “ses” irão surgindo a cada passo.Uma estratégia melhor é não perseguir a felicidade, mas aprender a arte de um saudável contentamento. Em lugar de colocar condições a respeito de sua felicidade, permita que ela aconteça no lugar onde você já está. Será que você pode ser feliz hoje aí onde você se encontra? Claro que sim! Jamais abandone seus sonhos! Continue a lutar por eles. Saiba no entanto que um contentamento saudável pode acrescentar muitos dias felizes à sua vida.Não existe razão alguma para esperar pela felicidade. Você não a alcançará pelo simples fato de persegui-la a todo custo. Ela já é sua, quando simplesmente você decide vivê-la. Filipenses 4:11,12

Adão e seu parceiro


Deus tinha terminado de criar Adão. E Deus disse a ele: “Adão, eu quero que escolha um parceiro entre os outros animais do jardim.”Então Adão procurou por todo jardim tentando achar um parceiro.Após alguns minutos, Adão disse a Deus: “Deus, nenhum desses animais serve.”Então Deus fez a mulher para Adão.
Adão olhou para a mulher e disse a Deus: “Deus, por que você a fez tão bonita?” e Deus respondeu: “Porque assim você irá gostar dela, Adão.”Adão disse: “Mas Deus, ela é tão linda, por que ela é tão linda?”“Por que assim você irá gostar dela” Deus respondeu.Então Adão perguntou, “Mas Deus, por que você a fez tão burra?”E Deus respondeu: “Porque assim ela irá gostar de você.”

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Voz da Verdade - Chuva de Sangue 2009


01. Chuva de Sangue
02. Digno de Glória
03. Avivamento
04. A Oferta
05. Vale dos Ossos Secos
06. Sapatada
07. Pedras
08. Águias
09. Talita Cumi
10. Águas Não Discutem Com Barreiras
11. Começar do Zero
12. Meu Grito
13. o Verbo Voltará
14. Madeira
15. Paradoxo
16. Rocha Eterna

Voz


Playback

Diante do trono - Te agradeço

Diante de tantas lutas que passamos nada melhor fazer como o Apóstolo São Paulo diz em um dos momentos mais difíceis da vida da Igreja Tessalônica: 1 Tessalonicenses 5:18
“Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.”

Que seja assim...e que sejamos todos agraciados por esse tão infinito amor que Cristo tem dispensado a nós!!!

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Governo de Goiás / 2009 - Pra você

Gente...
Quem me conhece sabe que sou uma pessoa que não gosto de política (não por ela em si) mas pelo que os politicos fazem com nosso povo!
Estou postando esse vídeo não como uma propaganda do Governo de Goiás, mas como homenagem a divulgação do estado em si além de uma música contagiante e cativante.
Parabéns aos seus produtores...
Isso é Goiás...
Quanta coisa pra viver...

Ministério na Fenda da Rocha - Vaso Quebrado 2009


01 No cume do monte
02 Dupla Honra
03 Chama-me
04 Milagres
05 Anel de selar
06 Esta paz
07 Se derrama
08 Vaso quebrado
09 Vem meu amado
10 Na fenda da rocha
11 Eternamente Santo
12 Benção sacerdotal

Os Macacos


Um grupo de cientistas colocou cinco macacos numa jaula. No meio, uma escada e sobre ela um cacho de bananas. Quando um macaco subia na escada para pegar as bananas, jogavam um jato de água fria nos que estavam no chão.

Depois de certo tempo, quando um macaco subia ia subir a escada os outros o pegavam e enchiam de pancada. Com mais algum tempo, nenhum macaco subia mais a escada, apesar da tentação das bananas.
Então substituíram um dos macacos por um novo. A primeira coisa que ele fez foi subir a escada, dela sendo retirado pelos outros, que o surraram. Depois de algumas surras, o novo integrante do grupo não subia mais a escada.

Um segundo macaco foi substituído e o mesmo ocorreu, tendo o primeiro substituto participado com entusiasmo na surra do novato. Um terceiro foi trocado e o mesmo ocorreu. Um quarto e afinal o último dos veteranos foi substituído. Os cientistas então ficaram com um grupo de cinco macacos que mesmo nunca tendo tomado um banho frio, continuavam batendo naquele que tentasse pegar as bananas.

Se possível fosse perguntar a algum deles porque eles batiam em quem tentasse subir a escada, com certeza a resposta seria algo como: “Não sei, as coisas sempre foram assim por aqui.”

Bom Dia!


Que eu continue com vontade de viver,
mesmo sabendo que a vida é,em muitos momentos,
uma lição difícil de ser aprendida.
Que eu permaneça com vontade de ter grandes amigos,
mesmo sabendo que,com as voltas do mundo,
eles vão indo embora de nossas vidas.
Que eu realimente sempre a vontade de ajudar as pessoas,
mesmo sabendo que muitas delas são incapazes dever,
sentir,entender ou utilizar essa ajuda.
Que eu mantenha meu equilíbrio,
mesmo sabendo que muitas coisas que vejo no mundo
escurecem meus olhos.
Que eu realimente a minha garra,
mesmo sabendo que a derrota e a perda são ingredientes
tão fortes quanto o sucesso e a alegria.
Que eu atenda sempre mais à minha intuição,
que sinaliza o que de mais autêntico eu possuo.
Que eu pratique mais o sentimento de justiça,
mesmo em meio à turbulência dos interesses.
Que eu manifeste amor por minha família,
mesmo sabendo que ela muitas vezes
me exige muito para manter sua harmonia.
E,acima de tudo...
Que eu lembre sempre que todos nós
fazemos parte dessa maravilhosa teia chamada vida,
criada por alguém bem superior a todos nós!
E que as grandes mudanças não ocorrem por grandes feitos
de alguns e,sim,nas pequenas parcelas cotidianas
de todos nós!

Mantenha seu computador limpo como novo



Nada como um computador novo. Ele chega da loja brilhando, tudo impecável e limpinho. Mas o tempo vai passando, o que era branco vai virando cinza, o que era limpo, engordurado e pronto. A porcaria está formada.


Em dispositivos portáteis o problema parece ser ainda maior: a versatilidade destes aparelhos significa levar o aparelho para a cozinha na hora de testar uma nova receita, para a sala na hora de trabalho, para o quarto na hora de descanso e, por vezes, até para o banheiro, na hora daquela leitura solitária. Por mais cuidado que se tome, é inevitável: uma hora ele precisará de uma faxina.


Mas, não se desespere! Por mais encardido que o seu computador tenha ficado, é possível deixá-lo brilhando como novo, sem muito esforço.


Antes de tudo: guarde o álcool e todos os outros produtos de limpeza que você pegou. Produtos para limpeza pesada podem condenar de uma vez por todas os seus aparelhos. Muna-se com um estoque de panos de limpeza e flanelas novas e secas.
São muitas as empresas que oferecem, atualmente, produtos destinados à limpeza de computadores, conforme você pode conferir na caixinha "Aliados na hora da faxina". Contudo, além de panos, outro produto pode ser um ótimo aliado: aqueles lenços umedecidos. Além de dar conta da sujeira de bumbum de nenê, são belos companheiros para um computador mais limpinho.


Arrume uma mesa e, antes de começar a faxina, primeiro limpe sua superfície. Passe um pano seco para retirar toda poeira do local, caso contrário cabelos, fiapos e outros inimigos da limpeza podem atrapalhar sua tarefa.


Mesa limpa, pronta para receber o aparelho a ser limpo, desligue o equipamento. Se for um computador, remova todos os cabos. Se for um notebook, lembre-se também de retirar a bateria, para não correr o risco de tomar choques ou danificar o equipamento.


Marcas de dedo na tela

Monitores sofrem com as marcas de dedo, mas o problema é ainda maior para smartphones e laptops. O manuseio desses dispositivos é fatal para a tela, que em pouco tempo apresenta mais impressões digitais que corrimão da escadaria do metrô da Sé.


Tenha em mente que existem dois tipos de monitores: os mais antigos, de tubo, chamados de CRT; e os mais novos, fininhos, chamados de LCD. Por possuir um vidro protetor, o monitor CRT precisa de menos cuidados, mas o monitor LCD utiliza finas camadas de proteção. Para aliviar a pressão em sua limpeza, deite o monitor sobre a mesa.


Primeiro, passe um pano seco sobre o monitor, a fim de tirar o pó antes. Se você optou por um produto de limpeza específico para limpeza de telas, a dica principal é não aplicar o produto diretamente na tela, para evitar manchas. Aplique-o em um pano limpo e passe em movimentos contínuos sobre a tela.


Caso você queira fazer a limpeza sem produtos específicos, utilize um pano umedecido com água (pouca água, encharcar o pano vai danificar seu aparelho).



Depois de limpo, com pano umedecido ou produto específico para telas, passe uma parte seca e limpa do pano, secando por completo o dispositivo.


Teclas grudentas
A gordura dos dedos, os restos de biscoito e lanchinhos da tarde contribuem para transformar o teclado no item mais nojento e sujo de um computador usado com frequência.


Apesar de trabalhoso, o processo é simples. Com um lenço umedecido ou um pedaço de papel higiênico levemente umedecido, retire a sujeira das teclas uma a uma. Seja paciente. E lembre-se de que umedecido não é encharcado, a menos que você queira dar um fim ao seu teclado.


E não use nada abrasivo, caso contrário as letrinhas do seu teclado podem se apagar definitivamente.


Cases e gabinetes imundos
Não apenas as telas e teclados sofrem com a sujeira. Os cases dos laptops e os gabinetes dos computadores também saem prejudicados. Felizmente são partes que exigem menos cuidados e podem ser limpas mais rapidamente.


Em gabinetes de computadores de mesa praticamente todas as alternativas são válidas. Um pano umedecido com uma solução de um pouquinho de sabão e água pode fazer maravilhas. Tome cuidado com os vãos e com a frente do gabinete, para evitar que qualquer líquido entre no aparelho.


Em laptops, você pode utilizar lenços umedecidos. Retire um do pote e dobre-o. Espere alguns segundos para que a umidade evapore e então passe o lenço em movimentos circulares sobre a superfície suja.


Atenção: você pode até usar álcool, mas evite usar o álcool comum. Quando o assunto é equipamento eletrônico, a melhor solução a ser utilizada é a de álcool isopropílico (ou isopropanol), que contém menos de 1% de água em sua composição.
Uma vez limpo, seque com papel higiênico macio.


Os cabos esquecidos
Enquanto o mundo não se livra de vez dos cabos, eles também precisam ser limpos. Mas a boa notícia é que aqui realmente vale tudo. Estes componentes são emborrachados, então você pode usar esponja, sabão em pasta e até o temido Veja, proibido na limpeza de qualquer eletrônico.


Mantenha a limpeza
A poeira é um vilão indestrutível. Seus aparelhos vão ficar sujos, não importa o que você faça ou quanto você queira que fiquem limpos. Porém, há muito a ser feito para manter a limpeza por mais tempo.


A poeira não precisa se acumular a ponto de cobrir sua máquina. Passe um pano limpo regularmente sobre sua máquina, e leve sempre uma flanelinha limpa na mochila, como companhia de seu laptop. Depois do uso, passe o paninho sobre o aparelho.


A gordura no aparelho é mais simples de evitar. Lave as mãos antes de usar o computador. Evite tocar a tela e, principalmente, comer em frente ao aparelho ou levá-lo para a cozinha, mesmo que a tentação seja grande.


É uma boa manter a mesa em que usa o aparelho sempre limpa. E lembre-se de que mesmo que externa, a sujeira pode entrar nos dispositivos e causar um problema ainda maior, danificando componentes internos.


Produtos de limpeza específicos
Diversas opções estão disponíveis para auxiliar na limpeza de computadores. Grandes lojas de escritório, como a Kalunga, sites de vendas online (www.submarino.com.br, www.comprafacil.com.br e www.americanas.com) e até mesmo supermercados já dedicam parte de suas prateleiras para o asseio de computadores e eletrônicos.


Vamos rir?



Mulheres




"Certo dia parei para observar as mulheres e só pude concluir uma coisa: elas não são humanas. São espiãs. Espiãs de Deus, disfarçadas entre nós.

Pare para refletir sobre o sexto-sentido.
Alguém duvida de que ele exista?

E como explicar que ela saiba exatamente qual mulher, entre as presentes, em uma reunião, seja aquela que dá em cima de você?

E quando ela antecipa que alguém tem algo contra você, que alguém está ficando doente ou que você quer terminar o relacionamento?

E quando ela diz que vai fazer frio e manda você levar um casaco? Rio de Janeiro, 40 graus, você vai pegar um avião pra São Paulo. Só meia-hora de vôo. Ela fala pra você levar um casaco, porque "vai fazer frio". Você não leva. O que acontece?
O avião fica preso no tráfego, em terra, por quase duas horas, depois que você já entrou, antes de decolar. O ar condicionado chega a pingar gelo de tanto frio que faz lá dentro!
"Leve um sapato extra na mala, querido.
Vai que você pisa numa poça..."
Se você não levar o "sapato extra", meu amigo, leve dinheiro extra para comprar outro. Pois o seu estará, sem dúvida, molhado...

O sexto-sentido não faz sentido!

É a comunicação direta com Deus!
Assim é muito fácil...
As mulheres são mães!

E preparam, literalmente, gente dentro de si.
Será que Deus confiaria tamanha responsabilidade a um reles mortal?

E não satisfeitas em ensinar a vida elas insistem em ensinar a vivê-la, de forma íntegra, oferecendo amor incondicional e disponibilidade integral.
Fala-se em "praga de mãe", "amor de mãe", "coração de mãe"...

Tudo isso é meio mágico...
Talvez Ele tenha instalado o dispositivo "coração de mãe" nos "anjos da guarda" de Seus filhos (que, aliás, foram criados à Sua imagem e semelhança).

As mulheres choram. Ou vazam? Ou extravazam?

Homens também choram, mas é um choro diferente. As lágrimas das mulheres têm um não sei quê que não quer chorar, um não sei quê de fragilidade, um não sei quê de amor, um não sei quê de tempero divino, que tem um efeito devastador sobre os homens...

É choro feminino. É choro de mulher...

Já viram como as mulheres conversam com os olhos?

Elas conseguem pedir uma à outra para mudar de assunto com apenas um olhar.
Elas fazem um comentário sarcástico com outro olhar.
E apontam uma terceira pessoa com outro olhar.
Quantos tipos de olhar existem?

Elas conhecem todos...

Parece que freqüentam escolas diferentes das que freqüentam os homens!
E é com um desses milhões de olhares que elas enfeitiçam os homens.

EN-FEI-TI-ÇAM !

E tem mais! No tocante às profissões, por que se concentram nas áreas de Humanas?
Para estudar os homens, é claro!
Embora algumas disfarcem e estudem Exatas...

Nem mesmo Freud se arriscou a adentrar nessa seara. Ele, que estudou, como poucos, o comportamento humano, disse que a mulher era "um continente obscuro".
Quer evidência maior do que essa?
Qualquer um que ama se aproxima de Deus.
E com as mulheres também é assim.

O amor as leva para perto dEle, já que Ele é o próprio amor. Por isso dizem "estar nas nuvens", quando apaixonadas.
É sabido que as mulheres confundem sexo e amor.
E isso seria uma falha, se não obrigasse os homens a uma atitude mais sensível e respeitosa com a própria vida.
Pena que eles nunca verão as mulheres-anjos que têm ao lado.
Com todo esse amor de mãe, esposa e amiga, elas ainda são mulheres a maior parte do tempo.
Mas elas são anjos depois do sexo-amor.
É nessa hora que elas se sentem o próprio amor encarnado e voltam a ser anjos.
E levitam.
Algumas até voam.
Mas os homens não sabem disso.
E nem poderiam.
Porque são tomados por um encantamento
que os faz dormir nessa hora."




Tecnologia




Para começar, ele nos olha nos olha na cara. Não é como a máquina de escrever, que a gente olha de cima, com superioridade. Com ele é olho no olho ou tela no olho. Ele nos desafia. Parece estar dizendo: vamos lá, seu desprezível pré-eletrônico, mostre o que você sabe fazer. A máquina de escrever faz tudo que você manda, mesmo que seja a tapa. Com o computador é diferente. Você faz tudo que ele manda. Ou precisa fazer tudo ao modo dele, senão ele não aceita. Simplesmente ignora você. Mas se apenas ignorasse ainda seria suportável. Ele responde. Repreende. Corrige. Uma tela vazia, muda, nenhuma reação aos nossos comandos digitais, tudo bem. Quer dizer, você se sente como aquele cara que cantou a secretária eletrônica. É um vexame privado. Mas quando você o manda fazer alguma coisa, mas manda errado, ele diz “Errado”. Não diz “Burro”, mas está implícito. É pior, muito pior. Às vezes, quando a gente erra, ele faz “bip”. Assim, para todo mundo ouvir. Comecei a usar o computador na redação do jornal e volta e meia errava. E lá vinha ele: “Bip!” “Olha aqui, pessoal: ele errou.” “O burro errou!”
Outra coisa: ele é mais inteligente que você. Sabe muito mais coisa e não tem nenhum pudor em dizer que sabe. Esse negócio de que qualquer máquina só é tão inteligente quanto quem a usa não vale com ele. Está subentendido, nas suas relações com o computador, que você jamais aproveitará metade das coisas que ele tem para oferecer. Que ele só desenvolverá todo o seu potencial quando outro igual a ele o estiver programando. A máquina de escrever podia ter recursos que você nunca usaria, mas não tinha a mesma empáfia, o mesmo ar de quem só agüentava os humanos por falta de coisa melhor, no momento. E a máquina, mesmo nos seus instantes de maior impaciência conosco, jamais faria “bip” em público.
Dito isto, é preciso dizer também que quem provou pela primeira vez suas letrinhas dificilmente voltará à máquina de escrever sem a sensação de que está desembarcando de uma Mercedes e voltando à carroça. Está certo, jamais teremos com ele a mesma confortável cumplicidade que tínhamos com a velha máquina. É outro tipo de relacionamento, mais formal e exigente. Mas é fascinante. Agora compreendo o entusiasmo de gente como Millôr Fernandes e Fernando Sabino, que dividem a sua vida profissional em antes dele e depois dele. Sinto falta do papel e da fiel Bic, sempre pronta a inserir entre uma linha e outra a palavra que faltou na hora, e que nele foi substituída por um botão, que, além de mais rápido, jamais nos sujará os dedos, mas acho que estou sucumbindo. Sei que nunca seremos íntimos, mesmo porque ele não ia querer se rebaixar a ser meu amigo, mas retiro tudo o que pensei sobre ele. Claro que você pode concluir que eu só estou querendo agradá-lo, precavidamente, mas juro que é sincero.
Quando saí da redação do jornal depois de usar o computador pela primeira vez, cheguei em casa e bati na minha máquina. Sabendo que ela agüentaria sem reclamar, como sempre, a pobrezinha.



15 motivos para ir ao dentista





01-MANTER A SAÚDE DO CORPO: uma boca bem cuidada reflete na saúde de todo o corpo. Uma má mastigação ou mesmo uma mordida errada podem ocasionar desde dores de cabeça até problemas cardíacos.

02-RECONQUISTAR A AUTO ESTIMA: manter um sorriso saudável e harmonioso é uma boa maneira de você ficar bem consigo mesma. Gostando mais de sua aparência, você estará mais segura para enfrentar a vida.

03-PREVENÇÃO: prevenir cáries, doenças periodontais e mau hálito evita problemas futuros no cuidado com os dentes e gastos em longos tratamentos. Um check up periódico não deixa que os problemas se avolumem.

04-MANTER OS DENTES LIMPOS: uma higienização bem feita depende da escovação dos dentes e da língua, do uso de fio dental, de anti-sépticos bucais e de escova lingual, garantindo a não-formação da placa bacteriana, de cáries e tártaro.

05-SUBSTITUIR RESTAURAÇÕES: suas antigas restaurações (conhecidas como obturações) feitas em amálgama, aquele material na cor prata, podem ser substituídas por resinas mais atuais que são imperceptíveis e duradouras.

06-COLOCAÇÃO DE PRÓTESE: os implantes e as próteses possibilitam a substituição de um ou mais dentes perdidos.

07-ENDIREITAR OS DENTES: dentes tortos, além de serem esteticamente feios, diminuem o rendimento mastigatório, causam dores de cabeça e ouvido, prejudicam a fonética, entre outros problemas.

08-PERDER O MEDO: dentista não é mais sinônimo de dor. Hoje, o tratamento dentário é muito mais eficaz, rápido e indolor com a tecnologia disponível nos consultórios.

09-EVITAR PROBLEMAS CARDÍACOS: quase ninguém sabe, mas as bactérias do tártaro dental podem atacar o coração. A endocardite bacteriana, um tipo de problema cardiológico decorrente de processos infecciosos, pode ter origem na cavidade oral e causar a proliferação de bactérias nocivas ao organismo.

10-NÃO TER DOR DE DENTE: a melhor solução para a dor de dente é a prevenção. Visitas periódicas ao dentista, mesmo sem a existência de qualquer sintoma, podem detectar o problema desde cedo, garantindo o sucesso do tratamento.

11-FUGIR DO MAU HÁLITO: 90% das causas do mau hálito estão na boca. Escovar os dentes e a língua é essencial para manter um bom hálito. Visitar o dentista duas vezes ao ano também pode evitar uma situação desagradável.

12-DEIXAR OS DENTES BRANCOS: já existem muitas técnicas para clarear as diversas manchas nos dentes. O seu dentista irá realizar o tratamento indicado para o seu caso. São técnicas que vão desde raspagens e polimento até o uso de laser.

13-LIMPAR A FUNDO: mesmo realizando a higiene bucal diariamente, existem lugares que a escova não alcança, acumulando placa na gengiva e entre os dentes. Para realizar uma limpeza mais a fundo, o seu dentista irá realizar a técnica de profilaxia (limpeza embaixo das gengivas).

14-PREVENIR O CÂNCER BUCAL: exames periódicos ajudam a identificar pequenas lesões que, se não tratadas, poderão evoluir para alguma forma de câncer.

15-TRATAR CÁRIES: tratar cáries assim que elas surgem evita procedimentos mais dolorosos como tratamentos de canal e das gengivas.



terça-feira, 27 de outubro de 2009

Promises - A Chance


01 A Chance
02 Bem Muito Mais
03 Confio Em Ti.
04 Deus é Fiel
05 Eu Canto e Danço
06 Grande Amor
07 Inesquecivel
08 Momentos
09 O Teu Querer
10 Ouço Tua Voz
11 Relembrar
12 Tempo de Cantar
13 Oh Pai Segura a Minha Mão
14 Não Vou Ficar Pra Trás

A mulher samaritana, Coca-Cola e Jesus


Às vezes, a gente ouve certas coisas que não aceita, mas não sabe bem o porquê. Só depois de algum tempo entende. Não foi por mera antipatia que aquela mensagem não desceu bem. Recordo-me quando ouvi pela primeira vez o paralelo entre Jesus e a Coca-Cola. O pregador, inflamado de zelo e paixão missionária, afirmava que numa viagem ao interior do Haiti, sob uma temperatura de mais de 40 graus, sentiu-se aliviado quando parou num quiosque miserável feito de palha de coqueiros e pôde comprar uma garrafa do mais famoso refrigerante do mundo. Devidamente refeito depois de beber sua Coca geladinha, perguntou ao dono da venda se já ouvira falar de Jesus. Ele não sabia de quem se tratava. E o nosso palestrante fez sua analogia, tentando dar um choque na complacência da igreja ocidental: “A Coca-Cola conseguiu alcançar o mundo inteiro em menos de um século e a igreja cristã ainda não cumpriu a ordem da Grande Comissão em mais de 20 séculos!”. Depois daquela primeira exortação, já devo ter escutado essa mesma comparação uma dúzia de vezes em diversas conferências missionárias. Verdade ou tolice? Pior. Estou certo que essas ilustrações não são meros simplismos, nascem de grandes erros teológicos (ou ideológicos?).

Coca-Cola é uma bebida inventada na Geórgia, Estados Unidos, com uma fórmula secreta. Sabe-se que sua receita original continha alguns ingredientes também encontrados na cocaína, daí o seu nome. Seus fabricantes nunca intencionaram outro propósito senão matar a sede das pessoas. A The Coca-Cola Company não convoca ninguém a rever valores do caráter, não confronta estruturas de morte, não se propõe a aliviar culpa, não revela a eternidade e nem Deus. Para chegar aos quiosques mais remotos do globo, bastou criar um produto doce e gaseificado. Investir bilhões em boas estratégias de propaganda, construir fábricas e desenvolver uma boa rede de distribuição para que o produto chegasse com a mesma qualidade nos pontos de venda. Tentar comparar a missão da igreja no anúncio do Reino de Deus às estratégias de mercado de um refrigerante, beira o absurdo. Confunde-se um bem material com uma pessoa e enxerga-se na mensagem um produto. Os missiólogos sucumbiram à lógica do mercado do novo milênio? Acreditam mesmo que cumpriremos nossa missão com os instrumentais corporativos? Tudo pode se tornar um produto?
No Brasil, o esforça-se muito para “vender” o Evangelho. Quase não se usa a mídia para proclamar os conteúdos do Evangelho. Alardeiam-se os benefícios da fé. Basta observar a enormidade de tempo gasto divulgando os horários dos cultos, a eficácia da oração, mostrando que aquela
igreja é melhor e que a sua mensagem é a mais forte para resolver todos os problemas das pessoas. Aborda-se o Evangelho como um produto eficaz e adota-se uma mentalidade empresarial no seu anúncio. Prometem-se enormes possibilidades. Tratam as pessoas como clientes e sem constrangimento, anuncia-se que qualquer um pode adquirir esse determinado benefício com um esforço mínimo. As igrejas se transformam em balcões de serviços religiosos ou supermercados da fé. A tendência de oferecer cultos diferenciados e as intermináveis campanhas de milagres demonstram bem esse espírito. Como um supermercado com as gôndolas recheadas de produtos, as igrejas procuram incrementar os “serviços” ao gosto dos fregueses. Os pastores dividem os dias da semana com programações atrativas; gastam suas energias desenvolvendo estratégias que atraiam o maior número de pessoas. Sonham com auditórios lotados. Campanhas, correntes e demonstrações grotescas de exorcismos e milagres financeiros se sucedem. As pessoas, por sua vez, se achegam, seduzidos pelas promoções das prateleiras eclesiásticas.

Esse modelo induz as pessoas a adorarem a Deus por aquilo que ele dá e não por quem é. Não se anuncia o senhorio de Cristo, apenas os benefícios da fé. Os crentes acabam tratando a Bíblia como um amuleto e, supersticiosos, continuam presos ao medo. Vive-se uma religião de consumo.
Mas existe outra dimensão ainda mais sutil. Naomi Klein, jornalista canadense, publicou recentemente “Sem Logo” (Editora Record) para denunciar a tirania das marcas em um planeta obcecado pelo consumo. Ela defende a tese de que a grandes corporações do mercado global não vendem apenas os seus produtos, mas a marca. Procuram criar uma filosofia de vida embutida em seus produtos. Desejam induzir seus consumidores a acreditarem que podem viver um determinado estilo de vida, desde que comprem aquela marca específica. Assim os fumantes de Marlboro imaginam personificar o “cowboy” solitário, mesmo morando em um apartamento. Quando atletas amadores vestem as roupas ou calçam os tênis da Nike, acham que se transformam em campeões. Gente que vive presa no trânsito apinhado das grandes metrópoles, ao dirigir jipes com tração nas quatro rodas, sente-se desbravando sertões. Klein declara: “’Marcas, não produtos!’ tornou-se o grito de guerra de um renascimento do marketing liderado por uma nova estirpe de empresas que se viam como ‘agentes de significado’ em vez de fabricantes de produtos. Segundo o velho paradigma, tudo o que o marketing vendia era um produto. De acordo com o novo modelo, contudo, o produto sempre é secundário ao verdadeiro artigo. A marca e a sua venda adquirem um componente adicional que só pode ser descrito como espiritual”.

Infelizmente percebe-se o mesmo em determinados círculos cristãos. Querem fazer do Evangelho uma grife. Como? Primeiro transforma-se um seleto grupo de evangelistas, cantores e pastores em superestrelas ao estilo de Hollywood. Depois associam seu nome a grandes eventos e dão-lhes o holofote. Ensinam-lhes habilidades espirituais acima da média. Assim produzem-se ícones semelhantes aos do mundo do entretenimento. Eles aglutinam multidões, vendem qualquer coisa e criam novas modas. A indústria fonográfica enriquece, os congressos se enchem, e os novos astros do mundo “gospel” alavancam suas igrejas.
Jesus dialogou com uma mulher samaritana e ofereceu-lhe uma água viva. A mulher imaginou essa água com raciocínios concretos. Pensou que ao beber, nunca mais teria sede. Uma água dessas hoje, devidamente comercializada, seria um tesouro sem preço. “Dá-me dessa água e assim nunca mais terei que voltar aqui”.

Jesus corrigiu sua linha de pensamento. A água que ele oferecia não era mágica, mas um relacionamento: filhos e filhas adorando ao Criador em espírito em verdade. Infelizmente muitos evangélicos brasileiros propagandeiam água mágica. Pretensamente matando a sede de qualquer um no estalar dos dedos.
O evangelho não é produto ou grife, volto a repetir, mas uma alvissareira notícia. Não deveria se escravizar às regras do mercado. Ricardo Mariano em sua tese de doutoramento concluiu, para a vergonha de tantas igrejas neo-pentecostais: “As concessões mágicas feitas pelas igrejas pentecostais às massas desafortunadas, por certo, não constituem tão-somente meras concessões… observa-se que a oferta pentecostal de serviços mágicos segue cada vez mais uma dinâmica empresarial, ditada pela férrea lógica do mercado religioso, que pressiona os diferentes concorrentes religiosos a acirrarem seu ativismo e a tornarem mais eficazes suas ações e estratégias evangelísticas”.
Essa mercadoria religiosa caricaturada de evangelho não representa o leito principal da tradição apostólica. A indústria que encena essa coreografia carismática de muito barulho e pouca eficácia, não conta com o aval de Deus. Há de se voltar ao anúncio doloroso do arrependimento como primeira atitude para os candidatos ao Reino. Não se pode, em nome de templos lotados, omitir a mensagem da cruz. Precisa-se repetir sem medo a mensagem de Jesus: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me” (Marcos 8.34).

Se não voltarmos aos fundamentos do Evangelho, teremos sempre clientes religiosos, nunca seguidores de Cristo. Faremos proselitismo sem evangelizar. Aumentaremos nossa arrecadação sem denunciar pecados. Construiremos instituições humanas sem encarnação do Reino de Deus. E pior, continuaremos confundimos Jesus com Coca-Cola. No Maranhão há um refrigerante de grande sucesso com a marca Jesus. Entretanto, não se pode desejar alcançar o sucesso transformando Jesus numa soda e as igrejas em quiosques religiosos.
Que Deus tenha piedade de nós.

Soli Deo Gloria.


Pastor Silas Malafaia - Pregações em Áudio




Caros amigos,


Todos os arquivos estão zipados e nenhum arquivo possui senha. Caso você não tenha o Winzip, você pode fazer o download aqui: Download ZIP.



































G12 - 22 MB
























































Matisyahu - Youth - 2006

Para quem não conhece Matisyahu, duas coisas chamam a atenção logo de cara:Ele é um judeu ortodoxo, se veste como tal, e faz um som chamado de hasidic reggae. Ver aquele rapaz de chapéu fedora preta e outros trajes tradicionais religiosos cantando e dançando o ritmo inventado pelos negros jamaicanos rastafari causa a princípio um certo estranhamento, mas depois o público se deixa contagiar pela música de Matisyahu.Seu disco "Live at Stubby's", lançado em 2005 por um selo independente nos EUA, bateu a marca das 500 mil cópias e não pára de vender.Reggae, elementos de dub, Rap e Rock, com uma pitada de música tradicional judaica são os elementos de "Youth".

1. Fire Of Heaven Altar Of Earth

2. Youth

3. Time Of Your Song

4. Dispatch The Troops

5. Indestructible

6. What I' m Fighting For

7. Jerusalem

8. WP

9. Shalom Saalam

10. Late Night In Zion

11. Unique Is My Dove

12. Ancient Lullaby

13. King Without A Crown

Linck do Cristão

Danielle Cristina - Fidelidade 2009


01. Fidelidade
02. Vença a Prova
03. Deus é Mais
04. Vem, Senhor
05. A Porta
06.Assim é o Meu Deus
07. Tu és Santo
08.Minh'Alma
09.Tua Presença
10.O Milagre
11.Deus vai fazer
12. Pescador de Almas
13.Muda Esse Semblante
14.Novos Caminhos

Linck do Cristão

kleber Lucas - Meu Alvo 2009


01 Resplandece
02 Meu Alvo
03 Efatá
04 O nome de Jesus
05 Incendeia
06 Ziguezagueando
07 O toque da tua GLoria
08 Bom Samaritano
09 Minha casa
10 A musica de Deus
11 Uma mulher de fé
12 A voz do Pai
13 Eu te louvarei
14 Graça

Testemunho: Ex paquito que disse que “Xuxa é satanista” hoje é missionário no pior país do mundo


Alexandre Canhoni, conhecido como Xand, é ex paquito que afirmou que Xuxa tinha pacto com o Diabo e era satanista, hoje vive no Niger e concedeu uma entrevista exclusiva a Globo, confira:
O objetivo de Alexandre Canhoni era ajudar as pessoas que vivem no pior lugar do mundo. Depois de ter atuado na TV como paquito Xand do “Xou da Xuxa” e de ter deixado a carreira musical de lado para se tornar evangélico, ele tinha se decidido a viajar para algum lugar como Iraque, Paquistão, Serra Leoa, países em conflito em que a população sofria, e fazer trabalho humanitário. Foi quando ouviu falar do Níger, último colocado do ranking de Índice de Desenvolvimento Humano da ONU, pela primeira vez. “Perguntei o que tinha por lá, e me disseram que ‘nada’”, contou, em entrevista ao G1, por telefone. Então, ele decidiu se mudar para Niamey, capital do país africano com a pior qualidade de vida do mundo, onde vive há oito anos.
“O país não tinha realmente nada”, contou. “Só agora chegaram detectores de metais no aeroporto, a previsão é de que chegue cartão de crédito daqui a cinco anos, há apenas três restaurantes e a cultura muçulmana é bem radical. Não tem cinema, são pouquíssimas as televisões, que normalmente têm uso comunitário e o que mais passa são programas religiosos islâmicos”, disse. Na capital, segundo ele, que hoje tem 38 anos, há algumas avenidas de asfalto e dois lugares com internet, como lan houses. A energia elétrica vem da Nigéria e muitas vezes falta. “Uma vez ficamos dois dias sem energia elétrica e perdemos muita comida que tínhamos em nossa geladeira.”
Localizado no oeste africano, logo abaixo do deserto do Saara (parte do território fica no deserto), o Níger ficou em 182º lugar no ranking de qualidade de vida, com IDH de 0,34, pior que o do Afeganistão, palco de uma ação militar comandada pelos Estados Unidos. A população de 15,3 milhões de nigerinos tem uma expectativa de vida de apenas 52 anos, e apenas 28% deles são alfabetizados. Trata-se de um dos países mais pobres do mundo, com Produto Interno Bruto per capita anual de apenas US$ 700 (cerca de R$ 1.200) (o do Brasil é de US$ 10.200, quase R$ 17.500, segundo a mesma fonte, a CIA).
Apesar da pobreza, segundo Canhoni, há também pessoas muito ricas no país, que vivem da exploração de urânio e petróleo e que chegam a serviço de multinacionais que, segundo Canhoni, não ajudam no desenvolvimento local. O problema é que há um abismo entre os ricos e os pobres, sem uma classe média, e o preço das coisas à venda é muito alto. “Um litro de leite nos dois únicos mercados custa o equivalente a R$ 6, um quilo de tomate pode chegar a R$ 25. Quanto mais pobre é o país, mais caras são as coisas. Não adianta levar dinheiro e a gente leva do Brasil o máximo de coisa que a gente pode. As pessoas são ou muito pobres ou muito ricas. Vivemos em um dos melhores bairros, mas em frente a nossa casa há barracos em que vivem muitas pessoas que ajudamos. É um contraste muito pior de que o tradicional de prédio de luxo e favela, que se vê no Brasil”, disse.
Segundo ele, os empregos são raríssimos. As pessoas normalmente trabalham como guardas na frente da casa de estrangeiros e ganhando muito pouco, que dá no máximo para comer. Alguns oferecem serviços de turismo, também, levando as pessoas para conhecer o deserto do Saara. “Gostaríamos de incentivar a formação de emprego atraindo empresas para lá, e com algo como uma central de reciclagem de lixo.”
Alexandre Canhoni e crianças nigerinas que recebem apoio no país de pior qualidade de vida do mundo
Brasileiros e ajuda
Canhoni é um dos criadores do grupo Ministério Guerreiros de Deus, que diz ser uma ONG aberta à participação de todos que queiram ajudar a população em dificuldade, não apenas uma instituição religiosa. No apoio que oferece à população carente, ele trabalha a nutrição e a formação de crianças e mulheres, sempre com trabalho religioso e leitura de mensagens bíblicas, contou. Esse tipo de ação em um país majoritariamente muçulmano (80%, segundo a CIA), faz com que sejam alvo de ataques e ameaças. “Chegaram a apedrejar nossa casa”, contou.
O grupo mora na capital, em uma casa alugada. Comprar imóvel por lá é muito caro, segundo ele. A casa é usada como moradia e abriga projetos de nutrição, aulas de músicas, marcenaria, cultos e atividades esportivas. O grupo também ensina mulheres a costurar, pintar e fazer artesanato. Canhoni disse que há também uma série de grupos internacionais que fazem projetos humanitários também. “Alguns só distribuem comidas, outras traduzem a Bíblia, mas somos pioneiros em dar uma apoio total de alimentação, lazer e formação de crianças carentes”, disse.
Entre as pessoas que atuam no trabalho humanitário, ele disse haver nove brasileiros. O país não tem uma representação oficial do Itamaraty, e a embaixada que cuida das relações com o Níger fica localizada na Nigéria – a região tem registro de 270 brasileiros entre os dois países, além de Burkina Faso. “Temos um conselho brasileiro de missionários no Níger. Sentimos falta de uma representação do Brasil, que está se tornando conhecido pelo nosso trabalho. Eles têm visto nossa bandeira, nossa cultura, mas falta representação oficial”, disse.
Coisas boas no pior lugar
Em um país sem “nada”, Canhoni disse ver o lado positivo nas pessoas, os nigerinos, que são receptivos e buscam melhorar um pouco sua vida. “Elas são pobres, não têm muita expectativa, mas são boas, se aproximam dos estrangeiros, buscam sair dessa situação horrível em que se encontram.” Pela pobreza, a corrupção é evidente, e maior de que no Brasil, segundo ele. “Mas não tem problemas de roubo como no Brasil. A lei islâmica é muito rigorosa, então é raro ver as pessoas fazerem isso. Elas têm uma consciência de não pegar o que não é delas, mesmo com toda a pobreza. As pessoas param para rezar, deixam o dinheiro de lado, mas não ocorre roubo.”
Canhoni conta que quem está no Níger para trabalhar com ajuda humanitária acaba não tendo tempo livre para lazer, então não sente falta disso. “Desde as 7h da manhã estamos ajudando eles, e trabalhamos até a noite.” Depois de oito anos vivendo assim, ele diz que sua expectativa é ficar lá até que o país saia da lista dos dez últimos países do mundo. “Ainda queremos montar escolas, centros esportivos, continuar desenvolvendo este trabalho para ajudar na vida difícil deles.”
Fonte: G1 / Gospel+

Marina Silva avalia afirmação de Lula sobre aliança entre Jesus e Judas


A senadora Marina Silva (PV-AC) classificou nesta quinta-feira como uma “metáfora infeliz” a declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a necessidade de fazer alianças. Em entrevista à Folha, Lula disse que Jesus Cristo teria que fazer uma coalizão com Judas se precisasse de apoio numa votação. “Se Jesus Cristo viesse para cá, e Judas tivesse a votação num partido qualquer, Jesus teria de chamar Judas para fazer coalizão”, afirmou Lula.
“Nem todas as metáforas são felizes e essa é uma metáfora infeliz. Obviamente que Jesus já nos mostrou que a aliança com Judas, quando a gente já sabe que ele é Judas, não deve ser feita. Jesus apostou que Judas poderia fazer diferente o tempo todo, mas quando ele se declarou Judas, não houve mais um lugar naquele momento. Foi uma metáfora infeliz”, afirmou Marina.
Questionada se o PMDB –que nesta semana fez um pré-acordo com o PT para as eleições de 2010– seria o Judas, Marina ressaltou que existem muitas pessoas sérias dentro do partido e que, se o assunto for generalizado, poderia cometer injustiças.
A senadora também defendeu a reforma política como forma de evitar que os partidos deixem de se comportar como “máquinas de ganhar poder”.
“Os partidos precisam deixar de se comportar como máquina de ganhar poder e assumir que têm que discutir projetos, ideias e o que pensa para o país. Obviamente que isso só vai acontecer se fizermos a reforma política. Mas, os partidos não são o problema. O problema é o que estão fazendo com essas estruturas que estão, cada vez mais, virando espaço de ganhar o poder pelo poder”, disse.
Evangélica da Assembleia de Deus, Marina participou hoje do simpósio “Espiritualidade do Cuidado”, promovido pela Primeira Igreja Presbiteriana Independente de São Paulo, sobre ambiente.
A senadora falou sobre a necessidade do “uso cuidadoso” dos recursos naturais do planeta e se identificou com os fiéis ao chamá-los de irmãos e citar vários trechos da Bíblia. Também sugeriu aos líderes da igreja que, quando forem trocar o púlpito, que exijam um móvel de madeira certificada.
O
pastor titular da Primeira IPI, Abival Pires da Silveira, explicou que a presença de Marina não teve objetivo eleitoral, uma vez que a senadora é pré-candidata à Presidência da República. Segundo ele, o simpósio começou a ser preparado há mais de um ano, antes de Marina deixar o PT e mudar o cenário político nacional. “Não tem conotação política, embora os outros tentem usar politicamente”, disse.
Fonte: Folha On-line /
Gospel+

U2 é uma banda Cristã?


O U2 tem uma carreira admirável no rock ‘n’ roll, tipo de música notório por recompensar artistas que cantam sobre coisas mais simples do que o mundo em que vivemos e o lugar que nele ocupamos.
A banda – ou, em alguns casos, apenas Bono, seu homem de frente – já desempenhou o papel de pop star, pária, filho pródigo e proselitista. Porém, ao longo de seus 30 anos de carreira, a espiritualidade do U2 nunca rotulou sua música como rock cristão – estigma considerado medíocre no circuito comercial da música. O U2 vem mantendo primorosamente tanto seu lado espiritual como seu lado laico – em proporções que não limitariam seu alcance de público.
Greg Garret, professor da Baylor University e autor do livro “We Get to Carry Each Other: The Gospel According to U2” (Nós temos que nos apoiar: o evangelho segundo o U2), afirma que o rock cristão se tornou uma frase tóxica no pop por uma boa razão: “Temos a arte cristã, onde a arte é menos importante do que seu lado cristão. As crenças do U2 são filtradas em seu trabalho, mas nem por isso essa é a razão principal para que eles façam música”.
A reverenda Genevieve Razim, pastora associada da Palmer Memorial Episcopal Church, é quem diz: “Em minha posição episcopal, meu palpite sempre foi de que o moderno e o cristão podem ser compatíveis; e o U2 confirmou isso para mim. São inúmeras as mensagens na mídia de que ser cristão é o mesmo que ser rígido e intolerante, e eis que vem essa banda de rock fazendo perguntas importantes e expressando sua fé”.
Sendo assim, há anos o U2 vem fazendo canções sobre paz, justiça, espiritualidade e mistérios, e sua maneira de fazê-las revela uma inclinação ao que é elevado – seja o uso de salmos no início de sua carreira até sua visão panorâmica do mundo nos dias de hoje.
É importante ressaltar que o som do U2 tem muito a ver com seu sucesso de longa data. A banda Creed, por exemplo, é incessantemente criticada por fazer música copiada. A música do U2, porém, apesar de constantes mudanças, sempre foi imediatamente identificada como sendo única: seja a voz, os efeitos de guitarra ou a marcha militar da percussão. Como a música de Johnny Cash ou Nusrat Fateh Ali Khan, o som do U2, além de espiritual, é uma constante celebração (salvo algumas vezes em que mostra indignação), ao mesmo tempo em que atravessa limitações que alguns venham a encontrar em sua fé.
Fé particular
A arte de qualidade – seja ela religiosa ou não – deve ser imbuída de uma experiência reveladora para aqueles que a testemunham e a consomem.
Ainda assim, o U2 guarda uma relação tênue com o cristianismo. Os integrantes da banda são de uma época de sangrento conflito religioso em seu país de origem, a Irlanda. Três deles – Bono, o guitarrista The Edge e o baterista Larry Mullen Jr. – eram membros de uma comunidade cristã em Dublin que, segundo consta no livro de Garrett, os levou a acreditar que a vida no rock e a vida seguindo aquela fé não seriam compatíveis.
Garret questiona: “O que você faz quando é ferido pela instituição, mas ainda ama Deus?”
Uma reação é abandonar aquela instituição e começar sua própria. De certa forma, foi o que o U2 fez – apresentando ao público uma fé particular. A outra é tentar consertar a instituição já existente, que é o que Bono vem tentando fazer recentemente, proferindo palestras em
igrejas por toda a América para estimular o auxílio à África.
Como é evidente no título de um dos maiores sucessos da banda, “I Still Haven’t Found What I’m Looking For” (eu ainda não encontrei o que eu procuro), ele se encontra em uma busca interior, o que pode ter um efeito profundo naqueles que igualmente buscam por algo espiritual – e isso, juntamente com sua música, poderia explicar o extenso poder de atração que o U2 desperta.
Ainda assim, ter certeza de que esse “algo” foi encontrado é anular esse “algo” enquanto fé. Garrett destaca: “Muitos americanos estão comprometidos com uma visão de fé como uma crença absoluta. São pessoas que ficam sentadas olhando para o relógio. E foi para essa tarefa que Bono convocou as igrejas americanas: este modelo de salvação que ignora o fato de que fomos colocados aqui por uma razão especial, além da salvação pessoal. E é isso o que ele tem de mais persuasivo a oferecer: a ideia de que estamos juntos nessa jornada, caímos e nos levantamos juntos, carregamos uns aos outros”.
A faixa título do último álbum da banda, No Line on the Horizon (nenhuma linha no hrizonte) – o álbum mais voltado para a espiritualidade desde os primórdios do U2 – parece ser prova disso. Existe a imagem em si, a ausência de uma linha, um destino final. A canção também trás duas frases que valem ser destacadas: “O infinito é um bom lugar para começar”, e “O tempo é irrelevante, não é linear”.
Razim acha isso parecido com a abertura do Mar Vermelho. “Para mim, é como Deus abrindo um caminho onde parecia não haver caminho algum”. É a visão abrangente do cosmo, e do que está além dele, que não combina bem com a idéia do céu como um final de partida vitorioso. Tanto é que Bono disse à revista evangélica Christianity Today: “Costumo achar que a religião obstrui o caminho de Deus”. E The Edge falou à Hot Press em 2002: “Ainda tenho uma vida espiritual, mas não sou muito fã da religião por si só”.
Turnê eclesiástica
A Christianity Today definiu a turnê de Bono pelas igrejas americanas para incentivar o auxílio à África como “uma experiência de igrejas que deixam Bono com uma eclesiologia tão frágil que mede a missão da igreja quase que exclusivamente em termos geográficos”.
Garrett, porém, vê progressos nos trabalhos não-musicais de Bono. “Acho que hoje em dia mais pessoas acreditam nesta ideia de que a igreja precisa ser mais responsiva às necessidades do mundo e menos focada na salvação pessoal – especialmente entre os cristãos jovens. Acho que eles estavam na linha de frente disso”.
A música da banda encontrou seu caminho nas igrejas americanas através do serviço eucarístico U2charists, que vêm sendo realizado nos últimos seis anos.
Razim supervisionou dois deles na Palmer Memorial Episcopal Church: na passagem do ano de 2008 e no feriado de Juneteenth em 2009 – ambos com capacidade máxima de lotação. Um próximo está programado para o réveillon de 2009. A música de U2 é cantada e o dinheiro é arrecadado para as Metas de Desenvolvimento do Milênio das Nações Unidas, condição imposta pela banda em troca de permitir que sua música seja veiculada sem royalties.
Ela diz que o U2charist é uma ação genuína, além de apoiar o envolvimento comunitário da igreja.
E, apesar de um relacionamento de certa forma tenso entre o U2 e qualquer organização religiosa em particular, Razim, assim como Garrett, vê afinidade na espiritualidade da banda. “Tem a ver com buscar, procurar”, disse ele. “A primeira vez que ouvi uma canção do U2 eu detectei isso. É uma jornada, com a fé se desenvolvendo e fazendo perguntas difíceis. Acho que a música deles confirma e fortalece isso, ela é uma verdadeira expressão de quem somos neste lugar e neste momento”.
Fonte: IG Música /
Gospel+

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Conheça o Ninite


Uma ótima dica que vi no baboo é o site Ninite. Para quem gosta de programas bons e gratuitos a coisa mais chata que existe é sair procurando em diversos sites pela internet
Pensando nisso, o Ninite criou um serviço bem interessante que lista diversos programas gratuitos para Windows que podem ser baixados e instalados automaticamente a partir de um instalador unificado! Os programas listados estão separados me categorias como Navegadores, Mídia, Documentos e muitas outras.
Visite o
ninite

MAS QUE VACA!

Eu sempre soube que cavalos, quando acham necessário, dão coices (não que eu tenha levado, mas já vi uns lindos) mas eu nunca tinha visto um animal gordo e mole como uma vaca agir assim, como um ninja ruminante.



Tenho certeza que essa vaca só deu esse coice porque tava de TPM.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Diante do Trono - Tua Visão Vol 12 2009


01.. Vestes de Louvor
02.. Vive o Senhor
03.. Bençãos Que Nem Sei Contar
04.. Deus de Amor
05.. A Tua Vontade
06.. Tua Visão
07.. Tu és o Motivo
08.. Te Exaltamos, Pai
09.. Meu Irmão
10.. Encontro das Aguas
11.. Digno e o Cordeiro

Ronaldo Bezerra - Ao Vivo 2009


1. Eu Sou Livre
2. Tudo para Ti
3. Eu Te Louvarei Meu Bom Jesus
4. Eu Te Bendirei
5. Tu És Santo
6. Tu Sondas
7. Te Acolherei
8. Eu Confio em Ti
9. Amigo Eterno
10. Louve ao Senhor
11. Quero Me Mover
12. Romanos 16:19

Gerson Rufino - In Studio 2009


01. Aquele crente
02. Deus faz assim
03. Prossiga
04. Nova vida
05. Tem gente que chora
06. Referência
07. Coração menino
08. La vem Ele
09. Deus de milagre
10. O Mestre vem ai
11. Não quero mais esse amor
12. Conselhos
13 Senhor dos Caminhoneiros
14 Milagres
15 Casa do Rei
16 Além da Medicina
17 Sozinho Jamais

Linck do Cristão

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Em documentário Pastor mostra sua visão sobre as favelas, veja o trailer


Estreia no fim do mês o documentário “Dançando com o Diabo”, no Festival de Cinema do Rio de Janeiro. O longa mostra a complexidade das favelas cariocas na visão de três personagens ligados diretamente ao tráfico: um pastor, um policial e um criminoso.
De acordo com o pastor Dione dos Santos, 90% dos jovens que participaram do documentário estão mortos. O filme fala da complexidade e das contradições do crime organizado e da ajuda da religião.
Dançando com o Diabo custou 500 mil dólares. A ideia partiu do jornalista inglês Tom Phillips, correspondente do jornal “The Guardian”. Ele ficou um ano e meio visitando favelas do Rio depois de fazer uma reportagem com Dione. Assim teve acesso a Juarez Mendes da Silva, o Aranha, chefe do tráfico de quinze morros cariocas e que morreu logo depois de participar do filme.
A edição 2009 do Festival do Rio estará em toda a cidade de 24 de setembro a 8 de outubro.
O Festival do Rio é o maior festival de cinema do Brasil e da América Latina, com atenção e cobertura massivas da mídia. A cada ano, as principais produções dos festivais de Cannes, Sundance, Veneza e Berlim são apresentados ao público brasileiro durante o evento. Filmes inéditos no Brasil, com premieres internacionais, latino-americanas e nacionais, que confirmam a importância do Festival do Rio como porta de entrada para o cinema na América Latina e a maior vitrine para o cinema independente no Brasil.
Assista a reportagem do Fantástico sobre o documentário



Fonte: eBand, Festival de Cinema do Rio de Janeiro e Fantástico /
Gospel+

Testemunho: Sylvester Stallone, de Rocky e Rambo, se entrega novamente a Cristo


Sylvester Stallone, famoso pelos filmes “Rocky” e “Rambo”, voltou a suas raízes cristãs, numa experiência de conversão que ele diz o libertou das pressões do mundo.
“Quanto mais vou à igreja”, disse Stallone, de acordo com o boletim CitizenLink de Focus on the Family, “e quanto mais me entrego ao processo de crer em Jesus e escutar Sua Palavra e deixá-Lo me guiar no que faço, mais sinto como se as pressões sumissem de cima de mim”.
No filme de Stallone, Rocky Balboa, o último na série de filmes “Rocky”, ele reflete sobre seguir Cristo e não sobre enfrentar batalhas sozinho.
“É como se [Rocky] estivesse sendo escolhido, como se Jesus estivesse sobre ele, e como se ele fosse o cara que viveria sempre o exemplo de Cristo”, Stallone disse numa conferência com pastores e líderes religiosos no ano passado. “[Rocky agora] é muito, muito perdoador. Não há amargura nele. Ele sempre vira a outra face. É como se sua vida inteira fosse sobre servir”.
“Fui criado num lar cristão, e aprendi a fé cristã e fui até onde consegui”, disse Stallone. “Até que um dia, sabe, entrei no tão chamado mundo real e conheci a tentação. Praticamente me desviei do caminho e fiz uma porção de escolhas erradas”.
Stallone disse que ele quer comunicar para as audiências a importância de freqüentar a igreja e receber apoio no compromisso de viver a fé cristã.
“Precisamos ter a experiência e a orientação de outra pessoa”, disse ele. “Não podemos treinar a nós mesmos. Sinto do mesmo jeito acerca do Cristianismo e acerca do que a igreja é: A igreja é a academia de ginástica da alma”.
A estória de um Rocky que sente culpa espiritual e lê a Bíblia antes de cada luta foi escrita pela própria experiência de vida do ator, disse Stallone.
“A maior parte dos meus filmes anteriores era cheia de sangue”, ele declarou para o jornal San Francisco Chronicle. “Eles eram os resultados criativos de minha juventude, quando meu casamento não estava indo bem e me sentia seduzido pelas tentações de Hollywood”.
“Precisei realmente passar por meus testes e tribulações”, ele disse, “antes que eu pudesse ser homem o suficiente para saber escrever o tipo de estória que ‘Rocky Balboa’ é”.
Stallone desenvolveu um kit de recursos grátis para líderes, em associação com Motive Entertainment, para ajudar os pastores e líderes de igreja a utilizar a mensagem cristã do filme. O kit inclui um guia de líderes (grátis por download) que lida com as questões de coragem, integridade, fé, vitória e propósito, relatou o jornal Christian Examiner. O guia tem várias abordagens feitas para suprir as várias necessidades dos pastores, líderes de jovem, líderes de ministérios de leigos e pais.
Fonte: Lifesite / Gospel+

Número de evangélicos não para de crescer e em alguns anos podem mudar o Brasil


Uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgada no início de outubro, mostra uma evolução considerável em diferentes aspectos da vida dos brasileiros. Segundo o sociólogo Alexandre Brasil Fonseca, a participação evangélica mais efetiva neste processo pode ser notada na alteração de certas políticas públicas.

“É um segmento socialmente organizado, que argumenta e luta por suas opiniões. É inegável que isso traz benefícios sociais. Com isso, não é um fato desprezível a histórica participação evangélica em Conselhos de Direitos Civis, nos últimos anos”, revela o sociólogo.
Recentemente uma das maiores revistas do País publicou uma série de matérias em que fazia previsões para o Brasil em 2020. Em uma dessas publicações, a revista aborda o crescimento evangélico. “Estima-se que 50% da população brasileira poderá ser evangélica” daqui a 11 anos, segundo estatísticas do Sepal (Servindo aos Pastores e Líderes).
Ainda de acordo com a revista, “a influência evangélica em 2020 contribuirá para a diminuição no consumo do álcool, o aumento da escolaridade e a diminuição no número de lares desfeitos, já que a família é prioridade para os evangélicos”.
Fonte: Arca Universal / Gospel+

Pastor acusado de pedofilia se defende e diz que família de vítima está endemoniada

Obrigado a se afastar da igreja evangélica localizada na Vila Bandeirantes, após ser acusado de assediar garotos de 7 a 17 anos de idade, o pastor de 47 anos passou a ameaçar os pais, a irmã e tios da vítima. O caso foi registrado na 6ª Delegacia da Polícia Civil.

Conforme a denúncia, o evangélico enviou mensagens para os celulares dos familiares do garoto. Ele os chama de “Satanás” e que “o que é deles está guardado”. Uma das mulheres passou a ser chamada de “biscatinha” pelo pastor.
Ele chegou a mandar mensagens para o orkut do adolescente, que foi vítima do assédio e do abuso sexual. “Prefiro que Deus me leve do que ver você mentir pois aí terei que fazer algo que não quero, te amo, você sempre será meu filho”, teria destacado o líder evangélico, que foi afastado após as denúncias.
Demônio – Para se defender das denúncias de assédio, o pastor passou a acusar os familiares do adolescente. “Eles estão possuídos pelo demônio”, tem dito a outros fiéis da igreja para desqualificar as denúncias. “Foram enviados pelo diabo”, teria dito, conforme o relato dos familiares à Polícia Civil.
Hoje, outra família registrou boletim de ocorrência contra o pastor. Ele teria molestado sexualmente um adolescente de 15 anos de idade. Em troca do relacionamento com o menino, o homem prometeu um computador novo.
No entanto, segundo o relato da mãe, de 32 anos, o filho de 15 anos não deixou o pastor avançar no assédio. Ele passou a mão no órgão sexual do adolescente enquanto ele usava o computador na casa do pastor.
Segundo o tio de uma das vítimas, no total, nove meninos teriam sido vítimas do pastor. Em depoimento à DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), o pastor negou as acusações.
Fonte: Campo Grande News

 
(http://img2.imageshack.us/img2/3042/tabua.png)